9 de jun de 2012

Imagens duplo sentido

(Fonte das imagens Gameworkss)
O que é a nossa realidade? Não seria uma holografia aquilo que denominamos realidade?

Ao estudarmos a proposta holográfica a princípio desconfiamos, mas quando temos notícias que o nosso cérebro ao decodificar as informações que recebe ele não consegue distinguir o real do imaginário, fica a dúvida, será que de fato não estamos a todo o momento recriando a realidade?



Há também algumas experiências com imagens que nos enganam a percepção, quando pensamos que estamos vendo determinadas imagens, outras pessoas estão justamente percebendo outras diferentes das nossas, são imagens com duplo sentido. Abaixo temos algumas imagens com duplo sentido:






                                                             (Fonte das imagens Gameworkss)


(Fonte das imagens Gameworkss)


(Fonte das imagens Gameworkss)

(Fonte das imagens Gameworkss)

(Fonte das imagens Gameworkss)



(Fonte das imagens Gameworkss)




Sabemos que o nosso cérebro associa as informações que recebe, um exemplo disso é quando lemos uma palavra pela primeira vez, geralmente a trocamos por outra, que já conhecemos.



Uma lenda indígena da América Central, narra que os nativos da América central não conseguiam visualizar as Naus espanholas que divisavam ao horizonte, o Pajé sabia que havia algo errado no mar, havia ondulações ao longe, por, mas, que tentasse não conseguia ver nada. Depois de alguns dias quando as Naus já estavam bem próximas ele conseguiu enxergar as mesmas e fez com que os demais conseguissem enxergar também algum tempo depois.

Isso mostrou que os cérebros dos nativos, não tinham como visualizar as naus porque não havia nada para comparação, nunca haviam visto nada parecido antes. Apesar de está ao alcance de suas visões.

Por isso que às vezes não conseguimos ver as coisas, nos enganamos freqüentemente...
Se de fato for assim, isso abrirá uma imensa possibilidade para reavaliar as nossas próprias vidas. No mínimo chegaremos à conclusão que o Universo tal qual imaginamos conhecer não passa de algo projetado... 

E planejado como diversos sábios em todos os tempos já haviam nos falado antes. Por exemplo, o filósofo grego Heráclito de Éfeso, disse: “Nada existe de fato a não ser a mudança” Jesus nos fez pensar quando disse: “O reino dos céus é como a semente de mostarda...” E sabemos que a tal semente é uma das menores que existem. Isso não é quântico?!

Pensem nisso!

Gostou? Deixe sua opinião 


Nenhum comentário:

Postar um comentário